Workshops do Kriol Jazz Festival na Uni-CV

PDF Imprimir e-mail
É já na segunda-feira, dia 05 de Abril, que começam na Uni-CV os workshops com os músicos que irão participar do Kriol Jazz Festival, evento organizado pela Harmonia, Lda. e pela Câmara Municipal da Praia. 

Os workshops, organizados pelo Núcleo de Música da Uni-CV, vão de 05 de Abril a 11 de Abril e são abertos ao público. A semelhança do ano passado, irão ter lugar no auditório da reitoria, na Praça António Lereno, excepto o workshop de quinta-feira, dia 08, que acontece no Centro Cultural Francês.

Eis os participantes e o calendário dos workshops:

SEGUNDA FEIRA, 05 de Abril

Reitoria Uni-CV

18H30-19H30 : Princezito 

Criador de canções de excelência, investigador das várias vertentes do batuku, abordando a melopeia tirada das histórias, contos e provérbios populares, Princezito incide ainda no finaçon, uma improvisação/declamação cantada, baseada essencialmente em temas sociais. Carlos Alberto Sousa Mendes de nome artístico Princezito, nasceu em Cabo Verde quatro anos antes da independência, na ilha de Santiago, vila do Tarrafal – Monte Iria, zona onde a lendária cantadeira de Finason – Bibinha Kabral – viveu os últimos anos de vida, senhora de quem Princezito cobiçou a arte de cantar.

TERÇA FEIRA, 06 de Abril

Reitoria Uni-CV

18H30-19H30 : Kim Alves

Criador de sucessos, compositor, arranjador, poli-instrumentista, Kim Alves participa em todas as batalhas, sempre servindo a música do seu país. O músico Joaquim Fernandes de Pina Alves (Kim Alves) fez em 2006 o lançamento do CD de música tradicional cabo-verdiana instrumental “Dança das Ilhas”.

QUINTA FEIRA, 08 de Abril

Centro Cultural Francês

18h-19h30: ACP Hip Hop workshop – Ali Diallo

Atelier animado por Ali Diallo, produtor do Festival Waga Hip Hop, em Ouagadougou, capital do Burquina Faso. Este festival, anual, tornou Ouagadougou a capital do rap africano. Waga Hip Hop é o principal evento organizado por uma associação que luta para sustentar iniciativas culturais na sub-região. Parceria com o Music Festivals Network ACP e o Centro Cultural Francês. Local: CCF

SEXTA FEIRA, 09 de Abril

Reitoria Uni-CV

16h-17h: Kora Jazz Trio 

Encontro com os membros do grupo Kora Jazz Trio – percussões, piano, kora – antes do concerto da noite.

Esse trio criou uma inédita fusão musical, uma ligação entre a tradição musical Mandingo e a liberdade do jazz, com a interacção de Kora com as percussões da África Ocidental e o swing afro-americano.

Quando foi lançado o primeiro álbum do Kora Jazz Trio, a crítica aclamou-o como uma «deliciosa alquimia», «world jazz» ou «um milagre refrescante». Esta inédita fusão musical, que ainda assim soava tão natural, foi calorosamente acolhida.

17h15-19h15: ACP – Bettina Schasse de Araújo

“Indústria da música: uma introdução da actividade, emprego de artistas e direitos de autor”Directora geral da Piranha Musik & IT, Bettina Schasse de Araújo é professora na Universidade de Berlim. É formada em Cultura e Comunicação, tem um master em filologia das línguas estrangeiras, sociologia e estudos americanos. Anteriormente trabalhou numa produtora de filmes.

SABADO, 10 de Abril

Reitoria Uni-CV

16h00-17h00: Manhattan Transfer

Encontro e workshop com a banda The Manhattan Transfer antes do concerto da noite.

The Manhattan Transfer recusa-se a impor limites ao seu estilo musical. A sua assinatura é acima de tudo uma clara e forte harmonia a quatro vozes. Significante é como o “Manhattan Transfer” tem atuado por quase quarenta anos , marcados pela expansão e constante desenvolvimento artístico. “The Four Freshmen” e “The Hi-Los” podem estatisticamente reivindicar maior longevidade, mas o “Manhattan Transfer” terá o crédito do grupo vocal mais duradouramente criativo da história do jazz.

17h15-19h15: ACP – Benjamin Taudbkin

“Concertos: infra-estrutura e organização da indústria” – Workshop animado por Benjamim Taubkin, instrumentista, arranjador, compositor e produtor, actuando na área da música sinfónica e também popular. Entre os seus projectos actuais estão a Orquestra Popular de Câmara, o conjunto de choro-Moderna Tradição, o trabalho com o grupo de música tradicional Abaçaí e o Coletivo América Contemporânea (que reúne músicos de 7 países da América do Sul).

Dirige o selo Núcleo Contemporâneo, voltado principalmente a música instrumental brasileira. É curador de música do Mercado Cultural da Bahia desde 2001, uma plataforma focada principalmente na produção brasileira e latino-americana. Em parceira com Music Festivals Network ACP.

DOMINGO 11 de Abril

Reitoria Uni-CV

15h-16h15: Encontro entre representante do Music Festivals Network ACP e profissionais cabo-verdianos

O programa de apoio às indústrias culturais dos países ACP é um programa financiado pela Comissão Europeia, implementado e gerido pelo Secretariado do Grupo Africano, das Caraíbas e do Pacífico (ACP). Está aberto a 79 países do grupo ACP e os Estados-Membros da União Europeia signatários do 9° Fundo Europeu de Desenvolvimento (FED) no âmbito do Acordo de Cotonou. O programa procura contribuir para a redução da pobreza e fomentar o desenvolvimento sustentável através da promoção de um ambiente propício para a criação, o intercâmbio, a independência e a sustentabilidade do sector cultural dos Estados ACP.

16h30-17h30: Jaques Morelembaum

Encontro com o músico brasileiro Jaques Morelembaum – violoncelista, compositor, arranjador, maestro e produtor, que tem trabalhado com grandes nomes da música brasileira, como Tom Jobim, Caetano Veloso, Gal Costa, entre outros.

17h30-18h30 Tumi & the Volume 

Encontro e workshop com o grupo Tumi & The Volume, da África do Sul, que desde 2002 vem fazendo uma carreira de sucesso, apostando em fusões várias.

Em apenas um ano, o grupo conseguiu criar um sotaque musical diferente que inclui toques de samba, swing, hip hop, reggae e poesia que fala à realidade única da experiência sul-africana e, ainda assim, se relaciona com o mundo daquela forma universal que apenas a beleza consegue. “Irmãos e irmãs, acabámos de conquistar o vosso sistema de som”, proclama o líder ruidoso e de língua afiada da mais improvável combinação de sempre partilhar uma canção desde os comícios “Libertem Mandela”.

 

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Notícias, Oficinas. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s